Últimos assuntos
» CRIAÇÃO DE PECULIARIDADES
por Minna Umauni Sab Mar 17, 2018 2:12 am

» REGISTRO DE FACECLAIM
por Minna Umauni Sab Mar 17, 2018 1:21 am

» 1° Episódio: O retorno de Diamond e Swift!
por Yamin Qui Mar 15, 2018 2:28 am

» A Grande Mudança
por OTheRealPH Dom Mar 11, 2018 7:03 pm

» Tokyo Sexwale
por Okura Sab Mar 10, 2018 11:13 pm

» Feline Fury
por O Emperador Dom Fev 18, 2018 1:19 pm

» God’s Vision
por O Emperador Dom Fev 18, 2018 1:02 pm

» [FP] Yakuzo Shimada
por Yakuzo Shimada Ter Fev 13, 2018 10:06 pm

» Com grandes poderes vem grandes oportunidades!
por Yamazaki Raizo Sab Fev 10, 2018 2:02 am

» Hollow
por O Amaldiçoado Sab Fev 10, 2018 1:48 am

» The Line Bender
por O Amaldiçoado Sab Fev 10, 2018 1:48 am

» Know Why the Nightingale Sings?
por Bijin Seg Fev 05, 2018 12:09 pm

» SOLICITAÇÃO DE NARRADOR
por Bluesday Dom Fev 04, 2018 11:38 pm

» [PEDIDO DE MISSÃO] - Howker's
por O Mestre Dom Fev 04, 2018 7:59 pm

» [PEDIDO DE MISSÃO] - Howker
por O Emperador Dom Fev 04, 2018 2:39 pm

» [FP] Raegar Howker
por O Emperador Dom Fev 04, 2018 2:34 pm

» [FP] Raegar Howker
por O Emperador Dom Fev 04, 2018 2:34 pm

» [FP] - Nico Howker
por O Emperador Dom Fev 04, 2018 2:33 pm

» I - Two and a Half Women
por Ceji Sab Fev 03, 2018 3:35 pm

» Luz, Câmera e Ação.
por Wa_Shiranai Seg Jan 29, 2018 4:09 pm

Nombre apellido
Mejor héroe
Nombre apellido
Mejor Villano
Nombre apellido
PJ más activo
Parceiros

Élite 2/40

Com grandes poderes vem grandes oportunidades!

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Com grandes poderes vem grandes oportunidades!

Mensagem por O Mago em Dom Nov 26, 2017 8:09 am

MISSÃO
Civil:Will Graham
avatar
Supremos
Mensagens :
83
Data de inscrição :
18/09/2017

O Mago
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Com grandes poderes vem grandes oportunidades!

Mensagem por Yamazaki Raizo em Ter Nov 28, 2017 1:36 pm

Havia se passado apenas uma semana desde a masterização da psicologia, e Will já sentia como se estivesse muito atrasado na sua busca por justiça, que começaria em Nova Iorque, e depois se estenderia pelo mundo todo. Como investigador, conhecer o comportamento humano e poder prever alguns dos seus movimentos era muito útil para o rapaz, combinado com sua  convivência com o crime e sua invencível vontade de combatê-lo, Will tornava-se uma potente arma à favor da justiça.

*Até que enfim me sinto apto à combater o crime! Há doze anos atrás, no dia em que fui resgatado, aquele herói  investigador não me salvou apenas do cativeiro, ele me inspirou a ser como ele, me salvando de uma vida inteira como criminoso. Os psicólogos também me ajudaram muito, agora é minha vez de retribuir, e me infiltrar na gangue do Salvatore parece uma ótima forma de começar a retribuir!*

Will caminharia pelas ruas de Nova Iorque enquanto os pensamentos enevoavam sua mente. O primeiro passo para se preparar contra o crime, era conseguir equipamentos de suporte, pois sua peculiaridade era versátil, mas em batalha não seria onipotente, e caso Will não estivesse preparado, isso poderia ser um problema.

*Passar três anos por conta própria nas ruas, no crime, me rendeu algumas experiências. A primeira coisa à se fazer é conseguir uma bolsa e umas roupas novas, e isso posso conseguir em qualquer loja comum na cidade, por mais que eu me sinta bem vestido assim a prioridade é manter a discrição, pois pretendo usar esse visual como meu traje de herói posteriormente. Depois de conseguir as roupas, vou precisar de um celular descartável e um sonífero potente, e essas coisas eu só consigo no mercado negro, tomara que mil herodollars sejam suficientes para conseguir tudo isso.*

Will caminharia atento para imprevistos, enquanto procuraria por uma loja de roupas e acessórios para que pudesse se disfarçar, antes de contatar o submundo. Caso encontrasse a loja, Will entraria e diria à atendente:

- Por favor, preciso de roupas casuais, não precisa estar na moda e nem ser chique, apenas roupas que eu possa usar no cotidiano!

Por ser muito fechado, Will faria o pedido à atendente de forma ríspida, ele podia usar sua lábia para conseguir as roupas e acessórios sem pagar, mas só faria isso quando estivesse sem dinheiro nenhum.  Caso a atendente lhe mostrasse as roupas, Will escolheria as que ficassem mais próximas desse visual:
Spoiler:

Caso conseguisse as roupas e ainda tivesse dinheiro, Will diria:

- Preciso também de uma bolsa transversal masculina, que eu possa usar para trabalhar, não precisa ser nada tão sério também.

Caso a atendente apresentasse as opções, Will escolheria uma bolsa desse tipo:
Spoiler:


Caso tivesse sucesso em comprar os primeiros itens de sua lista, após pagar pelos itens, Will sairia da loja já vestido com a roupa nova, e apenas acenaria com a cabeça em forma de agradecimento para a atendente, mantendo um olhar sério. Com o seu traje de vaquinha guardado na bolsa, Will andaria pelas ruas de Nova Iorque atento para qualquer lugar que parecesse ter vínculo com o submundo, para então poder dar o próximo passo nos preparativos.
Histórico:

Nome do Player: Will Graham
Nº de Posts: 01
Nº dos posts de desvantagens: N/A
Ganhos: N/A
Perdas: N/A

Perícias:
– Psicologia
– Disfarce
– Lábia

Qualidades:

– Ilícito
– Temedor
– Voz encantadora
– Aparência Inofensiva

Defeitos:

– Paranoico
– Trauma Profundo

NPCs: Nome do NPC/ Relacionamento
Extras: Localização, ferimentos, etc..

Objetivos:
[  ] Conseguir roupas novas pra usar a perícia disfarce
[  ] Conseguir uma bolsa e itens de suporte
[  ] Me infiltrar na gangue do Salvatore
[  ] Conseguir provas pra prendê-lo ou pelo menos seus capangas
[  ] Me tornar herói
avatar
Mensagens :
18
Data de inscrição :
21/11/2017

Yamazaki Raizo
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Com grandes poderes vem grandes oportunidades!

Mensagem por O Emperador em Qua Nov 29, 2017 5:55 pm


Narração


 Will Graham, um homem diferente do habitual, tanto em seu psicológico, um pouco abalado devido a certos acontecimentos, quanto em seu modo de vestir, afinal um capacete e roupas estampados de vaca malhada não são algo comum de se ver por ai. Após anos de estudo Will finalmente se sentia preparado para combater o crime, porém não como um herói derrotando vilões, mas sim combatendo a parte mais sombria da sociedade, aquela doença sutil porém letal que continua causando danos, porém poucos são aqueles que conseguem ver e muito menos são aqueles que se dispõem a tratá-la.
Will planejava começar seus planos comprando equipamentos para tal, começando pelo disfarce, não tinha como se infiltrar vestido de vaquinha, então que tal começar pelo shopping, difícil conhecer um lugar melhor para comprar acessórios. O homem andava pelos corredores do shopping distraído procurando pela loja que suprisse suas necessidades, enquanto isso as pessoas observavam seu estranho visual, crianças perguntavam para as mães se aquela era um herói novo e as mesmas falavam para não ficar olhando, um ato conhecido por muito como falta de educação.
Ao chegar em uma loja que parecia ter tudo que fosse necessário por enquanto, uma loja de moda masculina chamada UMEN, tal loja possuía uma fachada bonita e simples com as letras sendo buracos e uma placa de madeira preta que se estendia por toda a fachada, além disso também era barata, sem possuir vitrine era apenas decorada por suas roupas e por 4 manequins, Will resolveu entrar e se aproximar do balcão que se localizava no fundo da loja, ao chegar e fazer seu pedido a atendente que se encontrava de costas para Will, enquanto arrumava algumas camisas, ao ouvir a voz do cliente era possui perceber a surpresa da mulher e os cabelos de sua espinha se arrepiando, talvez por ser a primeira vez que a jovem havia ouvido uma voz tão profunda, ao se virar foi possível ver um pouco de surpresa no rosto da mulher, porém isso não levou muito tempo e logo começou a atendê-lo. Ao comprar tudo (Camisa, calça e bolça) e pagar (130 herodollárs) a atendente pegou as coisas de Will e o acompanhou até a porta da loja, por fim, dando um tchauzinho vendo ele sair.
Will se encontrava novamente nos corredores do shopping, agora bem mais vazia, afinal falta 10 minutos para o mesmo fechar. Ao fundo Will podia ver um garoto de entre 10~12 anos olhando para um lado e para o outro, um pouco assustado, parecendo que está procurando alguma coisa, se aproximando do garoto vinha um homem com cerca de 30 anos, tal homem pegou na cabeça da criança e começou a levá-lo para um dos becos que levava ao banheiro ou as saídas de incêndio.

HISTÓRICO

QUEM: Will Graham.
EXTRAS:Shopping
GANHOS: Camisa
Calça
Mochila
PERDAS: 130hd  
PERÍCIAS: Psicologia
Lábia
Disfarce
QUALIDADES: Ilícito
Temedor
Aparência inofensiva
Voz encantadora
DEFEITOS: Paranoico
Trauma profundo.
POST: 001

Coded by @Lilah for CG



_________________


"Nas mãos de um incompetente, poder não traz nada além da ruína"
avatar
Supremos
Mensagens :
89
Data de inscrição :
20/11/2017

O Emperador
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Com grandes poderes vem grandes oportunidades!

Mensagem por Yamazaki Raizo em Qui Nov 30, 2017 5:18 am

Ao falar com a atendente da loja, Will não tinha intenção de impressioná-la, muito menos de assustá-la, mas mesmo sem querer sua voz é tão impressionante que as pessoas que a ouvem não se esquecem mais, mesmo se ouvirem por uma única vez. Nem mesmo Will sabe com certeza o motivo do seu modo de falar impressionar as pessoas, talvez por que ao falar o rapaz sem querer demonstra a emoção e os transtornos psicológicos que carrega dentro de si.

E por falar neles, Will estava prestes à voltar alguns anos no passado ao ver a cena que lhe surpreenderia nos corredores daquele shopping. Ao sair da loja, Will estava pensando na possibilidade da atendente ser uma agente disfarçada da polícia, ou na possibilidade dela ser uma capanga do Valete, e isso era normal para o jovem, pois ele desconfiava de tudo e de todos, desde pessoas aleatórias na rua que ele nunca viu na vida, até o herói investigador que o resgatou e os  próprios psicólogos que o ajudaram a superar parte do seu passado. Mesmo que Will sinta-se em dívida eterna com eles, é de sua natureza desconfiar de todos, mesmo que não tenha motivos para tal.

Enquanto Will mergulhava em suas paranoias, foi surpreendido ao se deparar com um menino assustado, procurando por alguma coisa. Imediatamente Will pensou que o menino poderia ser uma isca e aquilo era uma armadilha de criminosos para assaltá-lo, mesmo assim, Will iria perguntar ao garoto se ele poderia ajudá-lo, mas antes de se aproximar do menino um homem , aparentemente de meia-idade, segurou o menino pela cabeça e o levou para o corredor que ia dar nos banheiros e saídas de incêndio.

Will pôde notar uma leve grosseria na forma que o homem segurou na cabeça do menino, e aquilo fez o seu coração falsear, pois veio à sua mente por instantes todo o maltrato que sofreu por anos, e essas lembranças eram o seu ponto fraco. Reações físicas começaram a aparecer, e com suas mãos suando, seu coração batendo mais rápido e seu corpo ficando quente, Will iria se dirigir ao mesmo corredor que o homem e o garoto foram, mesmo um pouco hesitante e com medo, pois era pra isso que Will iria dedicar a sua vida, impedir que outros passem pela mesma situação que ele vivenciou.

O jovem iria apertar o passo, afim de alcançar o homem e o garoto, e ao se aproximar do corredor, tentaria andar fazendo o mínimo de barulho possível, para evitar que percebessem que Will estava seguindo-os. Enquanto andasse, pensar em possibilidades era inevitável para o rapaz:

*A primeira possibilidade e também a mais comum, é que esse menino se perdeu temporariamente de seu pai, e o homem ao achar seu filho, ficou levemente irritado por o menino ter se distanciado sem avisar e agora irá dar-lhe uma bronca no banheiro. A segunda possibilidade: o garoto é uma isca que pede aos clientes do shopping para ajudá-los à encontrar seus pais e os leva até algum beco pra fora do shopping para serem assaltados por criminosos, e o motivo do homem levá-lo por esse corredor é para evitar as câmeras de segurança. Terceira possibilidade: o homem é um sequestrador e conseguiu se aproximar do garoto sem que seus pais percebessem e forçou o garoto à encontrá-lo aqui o ameaçando, e o garoto em estado de choque se viu sem opções a não ser obedecê-lo. Com base nessa possibilidade, a cena de agora é um sequestro genuíno e isso eu não vou permitir!*

Após analisar o comportamento do homem e do menino, na tentativa de descobrir qual situação estava acontecendo, Will começou a se preparar psicologicamente para agir em diversas situações:

*Se forem apenas pai e filho não irão dar importância se estou perseguindo-os, pois vão achar que também estou indo usar o banheiro, nesse caso eu irei apenas disfarçar enquanto observo até ter certeza que são mesmo pai e filho, então darei meia-volta e irei embora. No caso de serem uma dupla criminosa tenho que me preparar para a possibilidade de usarem suas peculiaridades contra mim, poderiam ter um ataque combinado ? O menino poderia ser uma arma ? É impossível deduzir isso agora, mas se isso for um sequestro tenho que me preparar para lutar contra alguém com peculiaridade com natureza de persuasão, invasão mental ou com uma peculiaridade parecida com a minha, indivíduos com essas habilidades teriam vantagem numa situação como essa, é bem possível que eu entre nesse corredor e não encontre mais nenhum dos dois. Também tenho que me preparar para agir instantaneamente caso eles estejam me esperando numa emboscada, e em todos os casos, não revelar minha peculiaridade é essencial!*

Will tentaria se aproximar do corredor, tentando ouvi-los, para determinar a distância entre ele e os dois que Will perseguia. Caso não ouvisse, tentaria entrar no corredor lentamente fatiou,passou para evitar ser pego de surpresa. No caso do homem já estar esperando Will segui-lo, se o homem apontasse uma arma para ele, caso Will estivesse à menos de cinco metros do homem, Will iria abrir o portal de entrada dentro do cano da arma e o de saída no braço que o homem estivesse empunhando a arma, de forma que a bala perfurasse seu braço quando atirasse o neutralizando. Faria o portal no ponto cego do homem, para que o mesmo não entendesse a natureza da peculiaridade do Will, e também para que a bala não atingisse o garoto, e para que depois do tiro Will pudesse correr até o homem para encurtar a distância e então imobiliza-lo.

Em todas situações, Will manteria uma postura defensiva e não falaria nada à nenhum dos dois, também não responderia nada caso eles falassem alguma coisa, Will não faria contato visual e só tentaria contato corpo-a-corpo com o homem, como um soco na cara por exemplo, após confirmar qual peculiaridade o homem possui. O jovem tomaria todos esses cuidados afim de evitar a ativação de uma habilidade diferente de alguma peculiaridade exótica do homem ou do menino.
avatar
Mensagens :
18
Data de inscrição :
21/11/2017

Yamazaki Raizo
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Com grandes poderes vem grandes oportunidades!

Mensagem por O Emperador em Dom Dez 03, 2017 1:55 am


Narração


 Precaução, esse deveria ser o nome do meio de Will Graham, talvez tenham sido suas experiências de vida somado a seu estudo da psicologia e sua natureza temedora que o tenham o tornado assim, mas independente disso de fato Will se tratava de um homem que procurava a mínima alternativa passar despercebido em sua mente, até mesmo as menos prováveis ele levava em consideração. Pensando assim o jovem Graham colocou seu plano em ação, lentamente entrando em direção ao corredor aonde se ouvia uma briga inofensiva entre o homem e o garoto.

– Se queria ir ao banheiro deveria ter me avisado em vez de procurar sozinho, imagina você se perde no shopping e fica preso aqui quando ele fechar?

De fato se tratavam de pai e filho e Will havia agido bem ao não tomar ações precipitadas Mais ao fundo, no corredor por onde Will havia passado para chegar a tal beco ouvia-se um barulho, um som de uma multidão de pés andando sincronizadamente, tal som para de modo organizado, enquanto uma voz feminina pode ser ouvida.

– Vamos meus garotos satisfaçam minha vontade e andem logo, vocês sabem como Kitty das Lebres odeia ficar esperando e vocês não querem ver ele irritado, não é mesmo?

Ao se olhar mais de perna era de fácil percepção quem faziam tais barulho, se tratavam de um grupo de homens armados, mascarados e vestidos de maneiras diversas e no centro de tudo isso estava uma garota loira que aparentava ter no máximo 12, porém algo era estranho em tal garota, talvez o fato de ela estar sentada em cima de um homem usando roupas características do bondage e uma coleira interligada a mão da garotinha, tal cena estragava a imagem inocente que normalmente se teria sobre ela, verdadeiramente algo perturbador.

Os homens então começaram a separar e se mexer a procura de algo, os seguranças pareciam não estar no local, ou haviam sido rendidos previamente, pois ninguém parecia esboçar reação para parar tais pessoas. Will que ainda se encontrava no beco consegue perceber a aproximação de um desses homens em sua direção, era um cara de altura e porte físicos medianos, realmente nada de estranho, exceto sua mascará de luta livre e uma glock em suas mãos.

HISTÓRICO

QUEM: Will Graham.
EXTRAS:Shopping
GANHOS: Camisa
Calça
Mochila
PERDAS: 130hd  
PERÍCIAS: Psicologia
Lábia
Disfarce
QUALIDADES: Ilícito
Temedor
Aparência inofensiva
Voz encantadora
DEFEITOS: Paranoico
Trauma profundo.
POST: 002

Coded by @Lilah for CG




Garota:

_________________


"Nas mãos de um incompetente, poder não traz nada além da ruína"
avatar
Supremos
Mensagens :
89
Data de inscrição :
20/11/2017

O Emperador
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Com grandes poderes vem grandes oportunidades!

Mensagem por Yamazaki Raizo em Dom Dez 03, 2017 7:35 pm

As deduções feitas por Will foram confirmadas quando o jovem ouviu o homem corrigindo seu filho no corredor do banheiro, eles realmente eram pai e filho. Ao confirmar as suspeitas Will apenas daria meia-volta e sairia do shopping, porém, antes que começasse andar pôde ouvir o barulho de passos sincronizados, andando pelo mesmo corredor que levava aos banheiros e saídas de emergência. Ao ouvir os passos, Will encostaria as costas na parede do beco, o mais próximo possível do corredor, para que as pessoas que estivessem no corredor não vissem ele, e mesmo assim ele pudesse ouvir melhor o que estava acontecendo. Enquanto espreitava, Will não pôde evitar seus pensamentos, que passaram como um flash em sua mente:

* Um exército ?! Não faz sentido, não dentro do shopping! Um desfile ? Talvez, mesmo assim não vou entrar no corredor por precaução!*

Ao terminar de pensar isso pôde ouvir uma voz feminina, que parecia ser de uma criança, mas o que ela dizia era inconcebível que fosse uma criança falando:

– Vamos meus garotos satisfaçam minha vontade e andem logo, vocês sabem como Kitty das Lebres odeia ficar esperando e vocês não querem ver ele irritado, não é mesmo?

Ao ouvir as palavras da garota, os pensamentos do rapaz aumentavam cada vez mais:

*Ãn ? Satisfaçam minha vontade ? Que tipo de educação os pais dessa menina dão pra ela ?*


Tomado pela curiosidade de visualizar o que se passava no corredor, caso estivesse de costas para a parede, colocaria apenas parte do seu rosto no corredor bem rapidamente, para poder ver o que acontecia, sem que vissem ele. Após colocar a cabeça e visualizar a cena por uma fração de segundos, Will entrou em desespero, e logo após ver a cena, imediatamente iria se dirigir com passos rápidos, sem correr, em direção ao homem e ao garoto, enquanto conversava consigo mesmo mentalmente:

*Droga, droga, droga! Eu sabia! Um fucking exército! Quantos são, vinte, trinta ? Não deu tempo de ver direito! E uma menina montada em um cara ? Que merda é essa ? Uma peculiaridade de persuasão ? Ela controla todos os outros ? E esse cara mascarado com uma glock na mão ? Será que ele me viu ? Será que todos eles me viram ?

Calma Will, uma coisa de cada vez, processe as informações, vamos lá. Palavras-chave: Meus garotos; Kitty das Lebres. Meus garotos soou como posse, então pode significar que ela os controla, o que bate com a probabilidade dela ter poder de persuasão, porém normalmente uma criança não teria poder pra controlar tantas pessoas desse jeito, pode ser que ela tenha eles à sua disposição por ordens de outra pessoa, mesmo assim não vou subestimá-la.

Kitty das lebres, a maior probabilidade é que esse nome seja de um chefão do crime, mas como eu não conheço esse nome ? Talvez eu apenas não me lembre, então tenho que me esforçar quanto à isso, pois essa informação pode salvar minha vida!

Agora tenho apenas que me concentrar em tirar esses dois daqui do shopping, as saídas de incêndio vieram à calhar, mas e se tem mais desses caras bloqueando a saída também? Droga, vou ter que escoltá-los! Mas e se isso for uma armadilha pra mim e esse homem e o garoto estiverem junto com a menina louca ? Droga, se eu não fizer nada nós três podemos morrer aqui, vou ter que correr esse risco!*


Will tentaria se aproximar do homem e do garoto que estavam no beco enquanto pensava em tudo isso, e caso conseguisse se aproximar, diria em voz baixa ao homem:

- Senhor, algo muito perigoso está acontecendo nesse shopping, pessoas armadas e provavelmente criminosas estão andando pelos corredores, então sugiro sairmos pela saída de emergência o quanto antes, pois essa situação pode representar muito perigo para o seu filho e para nós também! Se não quiser acreditar em mim, vai ter uma prova do que estou falando em poucos segundos pois um homem mascarado e armado está vindo para cá!

Will diria isso em voz baixa, mas com expressão extremamente séria no olhar e com peso em suas palavras para que o homem acreditasse nele, e estaria pronto também para agir instantaneamente se afastando do homem e do garoto, caso percebesse que aquilo realmente fosse uma armadilha. Se o homem aceitasse sair pela saída de incêndio, Will iria junto com eles sempre se posicionando atrás dos dois, sem se virar de costas para eles, para evitar ser atingido sem perceber. Will escoltaria os dois até a saída, e caso conseguissem chegar até a saída, Will olharia os dois até ter certeza que foram embora em segurança e sem serem seguidos, também iria aproveitar para ver se havia capangas no exterior do shopping. Se tudo desse certo, e Will conseguisse escoltá-los até os dois saírem do shopping, depois de verificar se tinha capangas fora do shopping, Will voltaria para dentro do shopping pelo mesmo caminho, tomando cuidado em todas as curvas, sempre visualizando se tem alguém no próximo corredor fatiou,passou pois ele queria saber o que estava acontecendo, e aquilo poderia ser uma oportunidade para se infiltrar no crime, e se aproximar da gangue do Salvatore.
avatar
Mensagens :
18
Data de inscrição :
21/11/2017

Yamazaki Raizo
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Com grandes poderes vem grandes oportunidades!

Mensagem por O Emperador em Seg Dez 04, 2017 6:03 pm


Narração


 Desespero atingia a mente de Will, muito não fazia sentido e pouco era lhe revelado, o que embaçava seus pensamentos e impedia que ele tirasse conclusões, ficando somente em hipóteses pouco específicas. Rapidamente Will se dirigiu para o homem e seu filho, tentando convencê-los a fugirem, o que foi rápido os dois estavam assustados, mas a razão ainda não os havia abandonado. Abrindo a portas e descendo pelas escadas Will conseguia ouvir o homem mascarado chegando ao corredor e falando em um tom alto, gozador e inquisitivo.

-Tem alguém ai?

Ouvindo logo após um barulho de porta se abrindo, assustando a todos, porém por sorte tal porta havia sido a do banheiro e o bandido se afastava. Os três chegaram no térreo sem maiores problemas, porém pelo fato do homem estar a frente o mesmo abriu a porta que dava para a saída de modo descuidado, fazendo certo barulho, ao olhar em volta felizmente não havia ninguém, eles estavam em uma saída lateral do shopping, cuja qual não estava sendo vigiada. Ao olhar o entorno do prédio era possível ver que cada saída estava sendo guardada por no mínimo dois homens mascarados e algumas vans de ondes os mesmos devem ter chegado. Ao adentrar novamente no shopping Will começou a andar cuidadosamente pelos corredores e então entendo o que eles procuravam, uma dupla de homens armados com pistolas arrancava dos braços de uma mãe, que chorava e gritava, um garoto de no máximo quatro anos. Sequestradores de crianças agindo assim em tão larga escala, algo muito incomum de se verdade considerando que são pessoas que normalmente não gostam de ser notados. Ao menos era perceptível que havia sido previamente planejado, pelos cartazes na parede era mostrado que o papai noel estava no shopping presenteando crianças, um ato que certamente atrairia muitas para tal local.

HISTÓRICO

QUEM: Will Graham.
EXTRAS:Shopping
GANHOS: Camisa
Calça
Mochila
PERDAS: 130hd  
PERÍCIAS: Psicologia
Lábia
Disfarce
QUALIDADES: Ilícito
Temedor
Aparência inofensiva
Voz encantadora
DEFEITOS: Paranoico
Trauma profundo.
POST: 003

Coded by @Lilah for CG



_________________


"Nas mãos de um incompetente, poder não traz nada além da ruína"
avatar
Supremos
Mensagens :
89
Data de inscrição :
20/11/2017

O Emperador
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Com grandes poderes vem grandes oportunidades!

Mensagem por Yamazaki Raizo em Ter Dez 05, 2017 4:42 am

A voz do homem mascarado, além de fazer seu coração falsear, fez Will prender a respiração de medo por alguns segundos, pois ele temia pela segurança do menino que estava à sua frente, pois qualquer situação que envolvesse perigo à crianças fazia o jovem reagir dessa maneira. O barulho da porta do banheiro indicava que o mascarado não os estava seguindo, e isso rendeu um leve sentimento de alívio para o rapaz. Com a voz extremamente baixa Will alertou ao homem:

- Vamos descer as escadas silenciosamente, com sorte não vamos topar com nenhum deles!


Mesmo Will dizendo isso, o homem abriu a porta de saída escandalosamente, o que fez Will se assustar novamente, e inconscientemente contrair os músculos do esfíncter:

*Desgraçado, se seu filho se machucar por causa disso eu juro que eu te mato!*

Após ver que não havia perigo para a criança, Will pôde relaxar todos os músculos que estavam inconscientemente contraídos, e observa-los até tomarem uma distância segura. Após isso, Will observou as outras saídas do shopping, e viu vãns e mais homens armados e mascarados.

*Desgraçados, agora não tem criança pra eu me preocupar, eu deveria matar um por um só pela preocupação que me fizeram passar, malditos!*

Will retornaria para dentro do shopping, ainda com intenção de se infiltrar na gangue, um pouco atormentado pelo que havia acabado de passar, porém sua curiosidade para descobrir qual a intenção daquela gangue e principalmente o que eles procuravam era muito maior do que seu sentimento de incômodo por ter ficado tão tenso. Enquanto voltava para dentro do shopping mais pensamentos nublavam sua mente:

*Estão usando vãns nas saídas, e isso é óbvio pois pra caber todo aquele pessoal dentro tinha que ser esses tipos de automóveis mesmo, mas o que será que aquela menina quis dizer com satisfaçam minha vontade? Bom, ela está no comando de vários caras armados, atacando um shopping em pleno clima de natal, boa coisa não deve ser!*

Ao terminar de subir e se deparar com a cena de dois caras armados, arrancando uma criança de sua mãe fez Will congelar por inteiro. A paralisia total de seu corpo foi a primeira das reações, logo depois flashs de seu passado horrível espancaram sua mente em fração de segundos e então o jovem não pensou em mais nada, seu corpo se moveu involuntariamente.

Will vendo aquela cena iria iniciar uma corrida desenfreada na direção dos homens sem ponderar, devido ao seu trauma. Caso um dos homens apontasse a arma para Will, o jovem abriria um portal no cano da arma e outro na direção da cabeça do outro homem, fazendo um acertar o outro, e iria manter o portal aberto, impedindo que o homem atirasse nele. Will sabia que o homem ainda podia usar uma peculiaridade contra ele, mas seu trauma, seu instinto falavam muito mais alto que a razão naquele momento e ele jamais iria parar até salvar aquela criança, exceto se fosse morto.

Caso Will conseguisse neutralizar um dos homens com a estratégia dos portais, iria saltar e investir com uma voadora no rosto do outro homem visando arremessá-lo ou ao menos empurrá-lo para trás com o impacto, com intuito de afastá-lo da criança.

Representação Visual:



Depois do golpe, Will iria empurrar rapidamente a criança para a sua mãe e se posicionar entre eles e os sequestradores virado de frente para os homens armados, e sem olhar para trás gritaria à mãe do garoto:

-USE OS CORREDORES PARA SAIR PELA SAÍDA DE EMERGÊNCIA, VÃO, AGORA!!!

Caso tivesse sucesso em separá-los dos sequestradores, Will ficaria levemente mais calmo e tentaria atrair os oponentes para a direção oposta, rolando no chão e saltando logo após o rolamento para evitar ser alvejado por eles. E caso tivesse conseguido neutralizar um deles com a estratégia dos portais, fazendo um acertar o outro na cabeça, tomaria cuidado com o oponente restante para não sofrer dano caso ele usasse sua peculiaridade. Will não faria contato visual, manteria o olhar no peito do oponente, e caso tivesse conseguido abrir o portal no cano da sua arma, manteria ele aberto para evitar ser alvejado pela arma de fogo.

De toda forma, Will estava ciente que talvez poderia ter desperdiçado a chance de se infiltrar e precisaria de um novo disfarce, mas não estava nem um pouco arrependido, pois salvar as crianças era a prioridade, mesmo que isso custasse sua própria vida.
avatar
Mensagens :
18
Data de inscrição :
21/11/2017

Yamazaki Raizo
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Com grandes poderes vem grandes oportunidades!

Mensagem por O Emperador em Seg Dez 11, 2017 3:58 am


Narração


 O
s homens forçavam o garoto a sair das mãos de sua mãe que lutava e se punha na frente do filho, quando tudo parecia acabado e o homem aparentava estar disposto a atirar, o homem é jogado repentinamente para o lado por uma voadora que acertar suas costelas, algo repentino para todos presentes, o comparsa só conseguiu ficar olhando enquanto seu aliado caia no chão a 5 metros do impacto com as costelas, do lado direito do corpo, quebradas graças a Will. Tal golpe acabou se tornando uma cena épica para a criança, o tempo pareceu para enquanto o Will estava em pleno ar.
Parando na frente da mãe e da criança e de frente para o homem que estava de pé Will pede para que a família se retirem para o corredor, a mãe se levantando começa a correr desesperadamente com o filho nos colos, que ainda estava impressionado pela entrada triunfal do desconhecido.
Após um pausa para absorver oque havia acontecido o homem que estava de pé imediatamente apontou a arma para Will, que engenhosamente tentou criar um portal no cano da arma e na cabeça do comparsa que estava se levantando, porém se tratava de uma tarefa muito difícil, delicada, que exigia muita concentração para um momento como esse e utilizava o máximo de seu alcance, assim o máximo que o jovem conseguiu fazer foi criar um portal na frente da arma fazendo com que o tiro acertasse o ouvido do homem que voltou a cair no chão gemendo de dor.
Em cima no quinto e último andar do shopping, aonde Will se encontrava no início de tudo a garota olhava para os andares de baixo, não como se observasse a luta, mas apenas averiguando o andamento das coisas.

– Andem seus lixos, quem não terminar a tempo vai ser deixado para trás!

Um desespero percorreu o rosto do homem que estava de pé enquanto o outro que estava no chão começou correr meio agachado em direção a uma escada rolante que subia. O homem com a arma na mão tirou a mesma da frente do portal e começou a atirar em Will que desesperantemente começou a rolar e pular para os lados, porém um dos tiros acabou acertando de raspão a coxa direita de Will, dificultando assim um pouco sua movimentação, o que com certeza o cansaria mais rápido agora.

HISTÓRICO

QUEM: Will Graham.
EXTRAS:Shopping
GANHOS: Camisa
Calça
Mochila
PERDAS: 130hd  
PERÍCIAS: Psicologia
Lábia
Disfarce
QUALIDADES: Ilícito
Temedor
Aparência inofensiva
Voz encantadora
DEFEITOS: Paranoico
Trauma profundo.
POST: 004

Coded by @Lilah for CG



_________________


"Nas mãos de um incompetente, poder não traz nada além da ruína"
avatar
Supremos
Mensagens :
89
Data de inscrição :
20/11/2017

O Emperador
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Com grandes poderes vem grandes oportunidades!

Mensagem por Yamazaki Raizo em Ter Dez 12, 2017 1:15 am

Will não tinha intenção de parecer heróico, nem de impressionar aquela criança, nem mesmo percebeu que estava arriscando sua própria vida para salvar a da criança. Ao ver os sequestradores agredindo aquela mãe e o garoto, o corpo de Will moveu-se instintivamente e o jovem só percebeu o que fazia no momento em que desferiu a voadora nas costelas do criminoso. Nesse momento, o tempo pareceu diminuir a velocidade, naquela fração de segundos em que seu corpo pairava no ar, e ele sentia seu pé afundando no corpo do inimigo, com sua visão periférica ele pôde captar a expressão no rosto da criança, ela estava completamente maravilhada com o que via, tal expressão fez o jovem investigador viajar no tempo em suas lembranças, exatamente à doze anos atrás, no dia em que foi resgatado do cativeiro, e o herói investigador que o resgatou tinha arrombado a porta com uma voadora, exatamente como aquela que ele estava desferindo, e a expressão maravilhada no rosto do garoto era a mesma que ele havia feito doze anos atrás.

Naquele momento, ele sentiu orgulho pois já havia começado à realizar seu sonho de impedir que criminosos fizessem inocentes sofrer como ele sofreu, e tal orgulho transformou-se em determinação naquele momento, para continuar à fazer justiça pelo resto da vida. Depois de conseguir separar a mãe e a criança dos sequestradores, Will sentia que tinha mais um dever: garantir que aquele grupo não iria sequestrar nenhuma criança, não com ele ali!

Will teve um sucesso parcial em redirecionar a munição de um dos homens para acertar o outro, mas o que aconteceu em seguida não foi como esperado, o homem conseguiu se livrar do portal e disparou contra o jovem, que pulava e rolava no chão, evitando ser morto por diversas vezes, porém não foi o suficiente para sair ileso, um disparo acertou-lhe de raspão na perna.

Ao perceber que havia sido atingido, Will tentaria rolar atrás de algo sólido, como uma pilastra ou parede, ou até mesmo tombar uma mesa e esconder-se atrás, qualquer coisa que lhe desse alguns segundos para se preparar. Caso conseguisse se proteger atrás de algo sólido, sem tempo para pensar, tentaria por em prática um plano duvidoso porém era o único que passava pela sua mente. Will tentaria abrir sua bolsa o mais rápido possível e colocaria rapidamente seu capacete de vaquinha na sua cabeça novamente, para que se fosse alvejado de raspão na cabeça seu capacete poderia diminuir levemente o impacto. Will pegaria também seu terno que estava dentro da bolsa e faria uma bola com ele, tentando fazer tudo o mais rápido possível.

Caso conseguisse fazer isso, Will iria olhar rapidamente apenas com parte do seu rosto, caso estivesse atrás de uma pilastra ou parede, para tentar ver a posição do atirador. Se tivesse sucesso em vê-lo, Will iria jogar seu terno na direção da cabeça do homem, para distraí-lo e bloquear sua visão, simultâneamente com o arremesso, Will iria sair de trás da pilastra/parede fazendo novamente um rolamento para evitar ser atingido, e iria correr até o homem, porém não em linha reta, iria correr o circundando, para evitar ser alvejado e atingi-lo pelo flanco direito ou esquerdo (o mais propício). Will sentia uma dor lancinante em sua perna direita, mesmo o corte sendo superficial, então não tentaria correr de modo convencional, caso conseguisse realizar o rolamento, iria correr depositando seu peso na perna esquerda e impulsionando-se pra frente como se estivesse pulando com um pé só, apenas resvalando o pé direito no chão para não perder velocidade nem equilíbrio. Essa forma de correr consumia muito mais energia, porém Will tinha que fazer isso naquele momento, ou não sairia dali com vida.

Se conseguisse se aproximar à uma distância de menos de um metro do atirador, Will iria posicionar sua perna esquerda à frente, para servir de alavanca, e iria chocar seu ombro esquerdo contra a cintura do homem, e com os dois braços iria abraçar sua pernas e levanta-lo, apoiando todo o peso do corpo do homem em sua na perna esquerda, fazendo-o perder o equilíbrio e por fim, iria chocar as costas do atirador contra o chão.

Representação Visual:

Caso tivesse sucesso em derrubar o atirador, Will iria segurar seus braços, um em cada mão, e iria desferir uma cabeçada no homem, com o intuito de desmaiá-lo. Se conseguisse neutralizar o atirador dessa forma, Will iria pegar a arma da mão dele, iria apontar a arma de forma que se ela disparasse não acertaria o homem e nem a si mesmo, e iria bater com a coronha da arma na cabeça dele mais uma vez, não para matar, mas para ter certeza que ele não iria levantar. Depois disso Will iria colocar seu terno de volta na bolsa e com a arma na mão iria procurar as escadas de emergência novamente, sempre atento aos arredores, para se caso percebesse mais atiradores, o rapaz pudesse atirar neles até se proteger atrás de algo sólido. Seu novo plano era o seguinte: Will sabia que não conseguiria ferir a menina se a confrontasse, então ele iria tentar impedi-la de fugir. Caso conseguisse achar as escadas e começasse descer, tomaria cuidado para não esforçar a perna direita, colocando o peso sobre a esquerda, até que chegasse no térreo novamente.

Se conseguisse voltar ao térreo, Will iria tentar neutralizar os homens de uma das vans estacionadas na saída da seguinte forma: como ele não sabia quantas balas ainda restavam na arma, Will tentaria se esconder atrás de uma parede ou até mesmo num arbusto, e iria mirar com calma nas costas ou na barriga de um dos homens, caso a arma ainda tivesse balas restantes e disparasse, ele tentaria disparar no outro, e se tivesse sucesso em neutralizá-los iria se aproximar com cuidado para não ser atingido por eles, e tentaria pegar uma de suas armas, e então iria disparar nos pneus da van, após isso, iria se esconder rapidamente e partiria para a outra saída, para repetir o mesmo procedimento com o outro grupo, sempre alertando-se à sua perna, caso se esforçasse demais, tentaria parar por uns segundos em um local protegido.

Caso Will topasse com mais atiradores nas escadas de emergência, antes de chegar no térreo, ele iria atirar apenas o suficiente para suprimi-los e tentaria achar um local que pudesse se proteger para pensar com calma em um novo plano. Repentinamente, a situação havia virado uma zona de guerra, e qualquer erro poderia ser fatal, o jovem investigador não iria permitir que sua cruzada contra o crime terminasse antes mesmo de começar.
avatar
Mensagens :
18
Data de inscrição :
21/11/2017

Yamazaki Raizo
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Com grandes poderes vem grandes oportunidades!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum