Últimos assuntos
» CRIAÇÃO DE PECULIARIDADES
por Minna Umauni Sab Mar 17, 2018 2:12 am

» REGISTRO DE FACECLAIM
por Minna Umauni Sab Mar 17, 2018 1:21 am

» 1° Episódio: O retorno de Diamond e Swift!
por Yamin Qui Mar 15, 2018 2:28 am

» A Grande Mudança
por OTheRealPH Dom Mar 11, 2018 7:03 pm

» Tokyo Sexwale
por Okura Sab Mar 10, 2018 11:13 pm

» Feline Fury
por O Emperador Dom Fev 18, 2018 1:19 pm

» God’s Vision
por O Emperador Dom Fev 18, 2018 1:02 pm

» [FP] Yakuzo Shimada
por Yakuzo Shimada Ter Fev 13, 2018 10:06 pm

» Com grandes poderes vem grandes oportunidades!
por Yamazaki Raizo Sab Fev 10, 2018 2:02 am

» Hollow
por O Amaldiçoado Sab Fev 10, 2018 1:48 am

» The Line Bender
por O Amaldiçoado Sab Fev 10, 2018 1:48 am

» Know Why the Nightingale Sings?
por Bijin Seg Fev 05, 2018 12:09 pm

» SOLICITAÇÃO DE NARRADOR
por Bluesday Dom Fev 04, 2018 11:38 pm

» [PEDIDO DE MISSÃO] - Howker's
por O Mestre Dom Fev 04, 2018 7:59 pm

» [PEDIDO DE MISSÃO] - Howker
por O Emperador Dom Fev 04, 2018 2:39 pm

» [FP] Raegar Howker
por O Emperador Dom Fev 04, 2018 2:34 pm

» [FP] Raegar Howker
por O Emperador Dom Fev 04, 2018 2:34 pm

» [FP] - Nico Howker
por O Emperador Dom Fev 04, 2018 2:33 pm

» I - Two and a Half Women
por Ceji Sab Fev 03, 2018 3:35 pm

» Luz, Câmera e Ação.
por Wa_Shiranai Seg Jan 29, 2018 4:09 pm

Nombre apellido
Mejor héroe
Nombre apellido
Mejor Villano
Nombre apellido
PJ más activo
Parceiros

Élite 2/40

Mission One: Valete's Die

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Mission One: Valete's Die

Mensagem por Bijin em Dom Nov 05, 2017 1:11 pm




Mission One

O segredo para descobrir algiuma coisa é a paciência. Com paciência uma pessoa pode estruir um país, um reino ou mesmo vencer a melhor equipe de heróis ou liga de vilões. Mesmo a pessoa mais fraca, mas paciênte e perserverante conseguiria obter grandes resultados.Uma boa estratégia, conhecer o inimigo, tomar uma decisão, saber a hora certa de agir. Tudo é uma questão de paciência.

Agora alguem estava querendo se exibir, demonstrar a sua força, mas era uma pessoa realmente fraca, um covarde que preferia se manter no anonimato, tinha medodo que os outros poderiam lhe fazer e aproveitou que seu poder não era necessariamente algo visível, assim ninguém descobriria o covarde.

Mas como eu disse, a paciência é a mãe de todas as virtudes e logo percebi um elemento suspeito, alguém que quando saiu de cena as coisas voltaram a se normalizar. Já tinha um alvo e apenas continuei a observar seu caminhar. Logo ele começou a fazer exercícios e mais uma vez usava seus poderes, deu para perceber que ele podia atrair ou afastar objetos, ou seja, pele forçava o corpo a um movimento, então sabia que mesmo que se eu me proximasse dele ele poderia me afastar ou me forçar para o chão e sabendo disso sabia que poderia eliminar o sujeito em um único ataque, mas um covarde é sempre um covarde e ele não deve ser alguém que deve causar problemas , afinal tem medo de ser apanhado. No máximo que vai conseguir ser é alguém que fica nas sombras. Claro que o principal motivo de não atacar é que eu não tinha uma licensa e nem provas e tão pouco sabia que o que ele fez merecia a morte que poderia lhe trazer.

Então discretamente e me mantendo afastada da visão do homem sai do ginásio, estava na hora de ficar em lugares mais abertos, onde sou menos perigosa para as pessoas a minha volta e fui atrás de algo para comer, provurava um tipo de figerfood, tipo de comida que se compra e sai comendo, e minha preferida era os famosos temakis, claro que aqui no Japão o Temaki não tem cream chease ou cebolinha como em outros países onde a culinária japonesa foi adaptada, mas ainda assim era uma paixão que tinha.

Após comer alguma coisa voltaria para casa discretamente e tentaria pensar em algo para estudar. Realmente não era fácil viver em um mundo de pessoas fracas e que a simples manifestação do meu poder pode ferir as pessoas a minha volta, por isso praticar artes marciais, perícias e outras maneiras de agir eram importantes para mim, ainda mais se um dia eu quisesse voltar para minha terra natal e vingar minha família.

_________________
avatar
Narrador
Mensagens :
45
Data de inscrição :
25/10/2017

Bijin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mission One: Valete's Die

Mensagem por Hunson em Dom Nov 05, 2017 3:12 pm

Além do treino físico meu objetivo era forçar cada vez mais minha individualidade, era fazê-la chegar ao máximo do seu potencial, mas treina-la apenas não era o bastante, precisava testa-la em uma luta de verdade contra um oponente digno do futuro imperador.

Era isso que eu pretendia fazer antes que o dia acabasse, mas primeiro precisaria comer alguma coisa por algum motivo eu sentia fome mais do que deveria, sairia do ginásio enquanto apoiava as duas mãos sobre a barriga “aahhh ... mais que fome! Preciso encontrar algo logo” fora do ginásio pararia a vista rapidamente por tudo que estava em volta procurando qualquer coisa comestível que estivesse por ali, se encontrasse correria em até lá e pediria duas porções.

- Que Delicia! Falaria se a comida fosse boa depois olharia para a pessoa que a fez – Você terá um lugar no meu futuro reino. Não me esquecerei de você. Depois de comer recuperaria o folego respirando calmamente e assumiria uma expressão seria no rosto a dor em meu olho mais uma vez retornava e algo me passou pela cabeça “preciso de uma arma pra lutar!” observaria um pouco o movimento da rua e então começaria a andar “preciso encontrar um ferreiro, será se existe algum por aqui?”.

Caso encontrasse, - Bom dia/Boa tarde preciso que o (a) senhor (a) faça uma espada pra mim. Eu pensei em algo tipo isso. Estenderia a mão para o (a) senhor (a) entregando um pedaço de papel com um desenho da espada que pensava ter e completaria – Quanto vai me custar? Mesmo que eu não tivesse o dinheiro pediria que a pessoa produzisse a espada para que eu a pegasse depois. Então sairia da loja “preciso conseguir grana agora” pensaria enquanto passava a mão pelo rosto, então seguiria para o centro da cidade.
Desenho da Espada:

Caso eu tivesse condições de comprar a espada apenas esperaria pelo trabalho do (a) Ferreiro (a) pegaria minha arma e daria o fora de lá, “agora estou pronto para lutar” pensaria admirando minha nova arma “hora de fazer o teste” expressaria um sorriso no rosto enquanto começaria a andar em direção ao centro de Tóquio.
avatar
Civil
Mensagens :
64
Data de inscrição :
25/10/2017

Hunson
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mission One: Valete's Die

Mensagem por OTheRealPH em Dom Nov 05, 2017 6:52 pm

Error404 Creative Title not found
• Mas mudando de assunto, já procurou alguma vez hotel na internet?•




>  Já tendo obtido a informação que desejada, Jasmine saiu do ginásio, indo em direção a uma pequena barraca ali perto e comprando um Temaki, enquanto Date, que saía graças à sua grande e inexplicável fome, acabou também indo para o mesmo lugar, dizendo que a vendedora teria um lugar em seu futuro reino após provar seu pedido.

Jasmine não conseguia entender o que aquele cara estava falando, afinal, pelo que ela viu no ginásio, ele não era nem de perto bom o suficiente para ter o próprio reino, enquanto Date apenas voltava a sentir a dor em seu olho, que o lembrou de um pequeno detalhe: ele precisava de uma arma.

Embora sua peculiaridade fosse deveras útil num combate, ele sabia muito bem que ela tinha seus limites e, caso ele fosse forçado numa luta onde usá-la não fosse uma opção, alguma outra ferramenta para se defender viria bem a calhar, fazendo com que ele perambulasse pelas vizinhanças buscando, sem sucesso, algum lugar ou alguém que parecesse ser algum tipo de ferreiro.

Enquanto isso, Jasmine apenas se preparava para ir para sua casa, tentando pensar em algo que poderia estudar e que a daria alguma vantagem futura, afinal, do jeito que ela estava agora, ela não seria capaz de voltar para a Alemanha e se vingar pelo que aconteceu com sua família.

Off:
Postzinho de transição, menor que o normal, se quiserem interagir agora podem de bouas, se não quiserem também, a aventura vai continuar normal e eu dou algum jeito de vocês se encontrarem depois, sem pressão.

_________________
avatar
Narrador
Mensagens :
130
Data de inscrição :
23/10/2017

OTheRealPH
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mission One: Valete's Die

Mensagem por Hunson em Dom Nov 05, 2017 10:38 pm

Mission One


Mesmo procurando não consegui encontrar um ferreiro que pudesse forja minha espada então terei que passar para o plano B, começaria mais uma vez a andar pela cidade alterando um pouco meus objetivos se não havia encontrado um ferreiro talvez eu encontre uma loja de armas que possa ter alguma katana.

Se eu não encontrasse pararia algum dos meus súditos que passasse pela rua apontaria para o rosto da pessoa – Você ai, onde encontro uma loja de armas? Falaria com um tom de autoridade olhando a pessoa de cima demonstrando ainda mais minha autoridade como Lorde, se a pessoa soubesse eu seguiria suas instruções até o local indicado caso contrario perguntaria para outra pessoa, se ninguém da rua soubesse continuaria minhas buscar até encontrar a loja.

Já na loja observaria o lugar esperando que estivesse vazio, caminharia até o (a) atendente – Qual o preço da Katana? Perguntaria apontando para alguma que pudesse está em exposição caso contrario apenas perguntaria sempre com uma expressão seria no rosto, esperaria pela resposta se o preço superasse os 500 tentaria conseguir um desconto – Qual é? Nos dois sabemos que essa espada não é das melhores, por que não diminui um pouco esse preço? Estou disposto a pagar 350 dinheiros por ela.

Caso minha oferta não seja aceita eu estenderia a mão para o (a) atendente – Me permite analisa-la? Estaria com uma expressão mais descontraída e com um leve sorriso no rosto tentando demonstrar ser simpático, se me fosse permitido olhar a espada tentaria fazer alguns movimentos com ela e finalizaria tentando fazer um corte limpo na garganta do (a) atendente, se ele (a) desviasse usaria minha habilidade para puxa-lo (a) até mim e fincaria a espada em seu coração. Se tivesse mais alguém na loja primeiro tentaria repeli-lo (a) tentando lhe causar um impacto contra qualquer coisa que estivesse na loja seguindo por uma atração e mais um golpe contra meu oponente utilizando a espada, caso isso não fosse o suficiente para derrubar meus oponentes tentaria esquivar de qualquer ataque desferido contra mim e sairia do local o mais rápido possível repelindo contra a parede qualquer um que tentasse me seguir.

Conseguindo a espada era hora de matar a fome mais uma vez, mas dessa vez seria algo mais leve, um temaki ou dois, então seguiria para submundo da cidade já armado e abastecido era hora de descobrir algo sobre meu alvo, algum capanga do Valete, tentaria ouvir algum rumor sobre esse Vilão, não perguntaria a ninguém, pois não sabia quem eram seus aliados ou até onde se estendia sua influencia, apenas observaria a movimentação das pessoas tentaria ouvir conversas, não me precipitaria a agir antes de conhecer meu adversário.
OBJETIVOS:
Melhorar a utilização da individualdade
Conseguir uma espada
Encontrar um capanga do Valete

HISTORICO:
Date Masamune
nº post: 05
Ganhos:
Perdas:
Perícias:
Lábia;
Anatomia;
Furtividade;
Qualidades: Brigão Experiente, Temedor
Defeitos: Insano - Fantasia, Masamune pensa ser um Lord Feudal (-1p)
Insano - Megalomaníaco (-1p)
Gula (-1p)
avatar
Civil
Mensagens :
64
Data de inscrição :
25/10/2017

Hunson
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mission One: Valete's Die

Mensagem por Bijin em Seg Nov 06, 2017 9:26 am




Mission One

  Saboreava o delicioso temaki de salmão enquanto observava que o covarde que derrubava as pessoas estava vindo ao mesmo lugar que eu para comer, isso só fez com que eu comesse ainda mais rápido e saísse do local em direção a minha casa de maneira ainda mais veloz.

  Mas no meio do caminho meus pensamentos voltaram a me perturbar, como poderia deixar um folgado como aquele solto sem receber nenhum tipo de lição, e se eu presenciasse um crime, se os capangas do valete aparecessem diante de mim, o que eu faria na hora. Olhei para minhas roupas e vi que estaria extremamente limitada no uso de minhas peculiaridades, por isso tomei uma decisão, não iria esperar mais a Academia abrir para novos estudantes, eu mesma iria comprar meu uniforme e me libertar das algemas que me prendiam.

  Acreditava que não seria tão difícil achar uniformes, afinal vivemos em com uma grande população de pessoas com poderes e muitos deles eram destrutivos ou simplesmente roupas comuns eram inconvenientes, como pessoas que mudam de tamanho, emanam algum tipo de energia ou mesmo as pessoas que ficam invisíveis, e eram graças aos uniformes que as peculiaridades poderiam funcionar sem nenhum tipo de restrição.

  Assim que achasse a loja eu iria atras de um(a) vendedor(a), afinal não adiantava ficar procurando uniformes se eles não fossem resistentes ao fogo, por isso deveria ir diretamente ao setor correto com a ajuda de algum funcionário da loja.

  - Boa tarde! - Disse animada para a pessoa que estivesse me atendendo. - Gostaria de comprar um uniforme especial para mim, sabe minha peculiaridade destrói todas as minhas roupas e gostaria de sua ajuda. Onde posso encontrar uniformes resistentes ao fogo? podeira o senhor me mostrar?

  Caso fosse atendida no meu desejo eu seguiria o homem, mas caso meu pedido fosse negado eu buscaria por conta própria passando por várias lojas se fosse necessário, eu sabia que se eu quisesse sair da minha rotina chata era necessário comprar uma roupa descente e assim que encontrasse um uniforme eu o compraria.

Uniforme:

  Mas após ter o uniforme a minha situação não era das melhores, afinal eu tinha uma mãe para cuidar e se alguém descobrisse quem eu era, ainda mais agora que sou fraca, poderia colocar minha mãe em risco, por isso pensei em um segundo item importante para comprar, uma máscara e com a mesma vontade de comprar o vestido fui atrás de uma máscara resistente ao fogo.

Máscara:

Agora estava pronta para entrar em ação, mas antes de tudo precisava testar minha habilidade e o uniforme e ver se tudo estava bem e por isso procurei um lugar isolado e distante já saindo vestida com o novo uniforme e assim que encontrasse iria acender minhas chamas, dar liberdade aquilo que estava preso dentro de mim, as sagradas chamas da Fênix. Ver suas asas, seu poder, era tudo o que eu queria, agora daria uma volta no céu, voaria como já não voava a anos.

_________________
avatar
Narrador
Mensagens :
45
Data de inscrição :
25/10/2017

Bijin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mission One: Valete's Die

Mensagem por OTheRealPH em Qua Nov 08, 2017 12:02 pm

POSTOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOU
• É INCRÍVEL É O PH •




>  Não tendo conseguido encontrar um ferreiro para forjar sua espada ideal, Date resolveu se contentar com a segunda melhor opção e, parando um de seus futuros súditos, perguntou pra pobre alma (se é que NPC tem alma) onde ele poderia encontrar uma loja de armas, com sua voz tão serena quanto um desastre natural e absolutamente nada autoritária, se dirigindo para a loja após ter sua resposta.

Ao chegar lá, o cosplay de lorde falido caminhou até o atendente da loja, apontando para uma das katanas exibidas e perguntando seu preço, obtendo como resposta algo que ele não esperava:
-Ela não está a venda pra você

Aquelas eram as palavras que saíam da boca do atendente enquanto ele continuava com um sorriso no rosto. Ele parecia estar cagando e andando para Date, logo em seguida virando de costas para o Daimyō frustrado que, revoltado por ter recebido tal resposta, se esforçou para fazer o sorriso mais amigável que conseguia, algo difícil já que ele não estava acostumado a ter que se fingir de amigável com reles plebeus imundos, logo pedindo se podia pelo menos analisá-la, tomando o silêncio e total descaso do atendente como um sim, se bem que a reposta dele não iria importar de qualquer jeito.

Pegando a espada, ele começou a fazer alguns breves movimentos com ela no ar antes de revelar sua verdadeira intenção, tentando dar um corte limpo na garganta do atendente, porém algo que ele não esperava nem em seus piores sonhos aconteceu. O atendente que nem estava olhando para ele um segundo atrás estava agora com sua mão direita mais próxima de sua face do que ele gostaria e tudo depois disso não passou de um borrão para o futuro governante do Japão que, horas depois, recobrou sua consciência ainda no chão da loja de armas, com o atendente ainda parecendo pouco se importar com sua presença ali, mas que pelo menos teve a consideração de o dirigir algumas poucas palavras enqanto apontava para uma seção da loja:
-Para alguém fraco igual você, qualquer arma dali é mais do que o suficiente

Enquanto isso Jasmine resolveu eliminar qualquer desvantagem tática que pudesse ter graças às suas roupas e, cansada de esperar o teste de entrada para a Yuuei, andou pelas ruas de Tóquio enquanto procurava por alguma loja que pudesse vender ou fazer um uniforme especial para ela, algo que a garota encontrou após poucos minutos de procura. Se dirigindo à atendente, a garota animadamente fez seu pedido por um uniforme resistente a fogo, especificando suas preferências estéticas e, buscando não colocar sua mãe em risco, a garota acabou comprando também uma máscara feita com o mesmo material e com mesma temática de seu uniforme, para que quando fosse usar sua peculiaridade, sua identidade continuasse desconhecida pelos seus futuros inimigos.

Saindo da loja já com sua nova (E estilosa, serião design daora) roupa, a garota se dirigiu para um lugar isolado e, usando sua peculiaridade como já não fazia há tempos, passou vários minutos voando pelo céu, aproveitando a leve brisa que percorria o seu corpo enquanto se deslocava com toda a graça (de um bêbado pilotando um avião) de um (insira nome de pássaro que voa graciosamente aqui), sem o perigo de acabar machucando alguém ou de passar o constrangimento de ter suas roupas queimadas no meio da rua sem querer e ser forçada a voltar para casa utilizando de seus conhecimentos na arte da furtividade ao máximo.

Status(Não precisam ler, vai ser só pra diminuir meu trabalho no final da adv ç-ç):
Hunson
Ganhos: Uma surra
Percas: 30 dinheiros

Bijin
Ganhos: Uniforme e máscara a prova de fogo
Perdas: 255 dinheiros

_________________
avatar
Narrador
Mensagens :
130
Data de inscrição :
23/10/2017

OTheRealPH
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mission One: Valete's Die

Mensagem por Bijin em Qui Nov 09, 2017 12:32 pm




Mission One

  Finalmente tinha minha liberdade, finalmente um uniforme, finalmente minhas asas estavam abertas e eu podia voar, podia sentir a brisa do vento, podia alcançar as nuvens. Liberdade, isso era tudo que eu procurava e agora podia desfrutar tranquilamente, além disso amava esta acima da cidade e ver ela de cima, como se toda ela estivesse sobre meus cuidados.

Observava a cidade e então me lembrei novamente do passado recente, família destruída e eu não sabia quem era o responsável por isso, mas pelo menos tinha um suspeito, um nome que fez confusão no mundo todo, seu nome era Valete e eu precisava descobrir alguma coisa.

Se os rumores estiverem certo então mesmo em Tokyo deve haver homens do Valete, alguém ligado a ele, afinal ele não iria deixar o Japão intocado para sempre, alguma coisa deve acontecer, alguma coisa deve estar sendo tramada e eu precisava descobrir, tanto para minha satisfação pessoal de descobrir alguma pista sobre a minha família, como ajudar esse país que tão bem me acolheu.

Continuei voando sobre a cidade e procurar por becos mais escuros e quando encontrasse pousaria no prédio "desligando minha peculiaridade a meio metro de altura e caindo no chão silenciosamente. Olharia para o beco com discrição e procuraria algum movimento se encontrasse eu veria que ação seria melhor tomar, se não achasse nada passaria a procurar um próximo beco.

_________________
avatar
Narrador
Mensagens :
45
Data de inscrição :
25/10/2017

Bijin
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mission One: Valete's Die

Mensagem por Hunson em Sex Nov 10, 2017 10:44 am

“Por que está tudo preto? Ah lembrei” levantaria do chão passando a mão sobre o rosto o homem falava algo sobre as katanas da outra sessão e talvez naquele momento fosse melhor escutar o que ele falava, - Qual o seu nome? Perguntaria levantando do chão e olhando para a sessão apontada vou ficar com aquele, pagaria pela katana e caminharia em direção à porta – Quanto a essas outras, guarde-as voltarei para pega-las.

Katana:

Do lado de fora admirava minha nova katana e estava ansioso para usa-la, não em meus subordinados, deveria ser alguém que merecesse Vilão ou Herói, mas de preferencia aquele que se denominava Valete.

Já armado caminharia em direção ao “mercado” da cidade onde se vendiam tudo que uma pessoa de bem precisava, meu objetivo era descobrir alguma informação sobre algum membro do grupo do Valete. Tentaria ouvir os boatos que corriam pelo local, observar o movimento das pessoas ver se o nome Valete era citado nas ruas, àquele cara tinha que está em algum lugar e eu queria acha-lo.
avatar
Civil
Mensagens :
64
Data de inscrição :
25/10/2017

Hunson
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mission One: Valete's Die

Mensagem por OTheRealPH em Sex Nov 10, 2017 9:07 pm

Belive it or not i'm walking on air
• I never tought i could be so free •




>  Flying away on a wing and a prayer/Who could it be? Err... pera, tá gravando? Ih carai, alguém vai ser demitido da produção hoje

Enquanto Jasmine finalmente conseguia aproveitar a liberdade de mais uma vez poder fazer uso de sua peculiaridade sem medo enquanto sentia a brisa do vento em seu corpo, a garota acabou se lembrando mais uma vez dos acontecimentos (PTSD) recentes (PTSD) envolvendo sua família (PTSD), e a garota ainda não sabia ao certo quem tinha sido o responsável por aquilo, tendo apenas um suspeito por enquanto, aquele que havia feito confusão pelo mundo todo, o Valete.

Ela precisava saber de alguma coisa e, de acordo com os rumores que havia ouvido, provavelmente haviam capangas dele em Tóquio, afinal, não é como se ele fosse apenas ignorar o Japão para sempre.

Voando pela cidade, a garota partiu em busca de becos escuros, perfeitos para, digamos, atividades "não-exatamente-legais"(Ilegais? Inventa palavra não), continuando no ar durante alguns minutos até achar aquilo que procurava, logo em seguida pousando no topo de um dos prédios ao lado daquele beco.

Agora já em terra firme (Tecnicamente tá em cima de um prédio então não tá em terra mas deu pra entender), a garota começou a observar atentamente o beco, buscando qualquer sinal de movimentação, e, por pura coincidência (Plot...coff...coff), acabou vendo um par de indivíduos que não exalavam lá um ar de seguir muito as leis passar por ali, logo indo de encontro a um grupo de quatro pessoas (essas sim que impunham algum respeito), com os dois (capachos) entregando uma mala desconhecida para os homens que os esperavam.

Enquanto isso (na sala da justiça), Date recobrava sua consciência no chão gelado da loja de armas onde estava, passando a mão em seu rosto enquanto terminava de acordar, logo perguntando qual o nome daquele atendente e, para sua surpresa (ou não), essa pergunta também foi completamente ignorada pelo rapaz.

Não que aquilo tivesse incomodado o futuro imperador, que apenas foi até a seção indicada (por livre e espontânea vontade de continuar vivo) e, escolhendo uma das katanas à venda, logo em seguida se dirigindo à porta do estabelecimento enquanto falava sobre como iria voltar para pegar as katanas restantes, porém algo estava um pouco diferente desde que ele acordou... ele parecia estar um pouco mais leve, mas nada que fizesse ele perder tempo checando alguma coisa enquanto se dirigia para seu próximo objetivo do dia: reunir informações sobre o Valete e seus homens, afinal, ele, sendo o protagonista da vida, iria ter que se encontrar com o Valete uma hora ou outra não é mesmo?

Andando pelo mercado da cidade, Date buscou ouvir boatos dos acontecimentos recentes, observando todos à sua volta e prestando atenção em se o nome do Valete era citado, andando por lá alguns minutos até ouvir conversas que (diziam as más línguas) alguns capangas do Valete estavam negociando drogas (♫ Proerd é o programa ♫) num beco ali perto. Talvez se ele fosse rápido o bastante, ele chegaria lá a tempo de parar aquilo.

Status:
Hunson:
Ganhos: uma surra e uma katana
Percas: 270 dinheiros

Bijin
Ganhos: Roupinha daora com máscara
Percas: 255 dinheiros

_________________
avatar
Narrador
Mensagens :
130
Data de inscrição :
23/10/2017

OTheRealPH
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mission One: Valete's Die

Mensagem por Hunson em Dom Nov 12, 2017 9:34 pm

Após conseguir minha katana e deixar minha mensagem para o dono da loja segui em direção ao mercado, pois queria informações sobre o Valete na verdade queria mais que informações queria seu lugar e o seu reino.

Andando pelas ruas do mercado observando as pessoas que ali estavam consegui ouvir uma conversa sobre os capangas do Valete estarem negociando drogas em um beco próximo de onde eu estava “Essa é minha chance” pensaria já me encaminhando para o local que haviam falado na rua.

Se chegasse até o beco olharia tentando não ser percebido tentando identificar quem eram os compradores e quem estava vendendo, não avançaria de primeiro esperaria que as pessoas que estivessem comprando saíssem depois entraria, se houvesse apenas um capanga do Valete seguiria em sua direção – Ei amigo fiquei sabendo que está vendendo algo, gostaria de comprar. Falaria me aproximando dele quando estivesse próximo usaria minha habilidade e tentaria acertar seu ombro, queria informações e não poderia mata-lo ainda.

Caso eu conseguisse arrastaria ele até a parede – Preciso de informações sobre seu chefe meu amigo então é melhor começar a falar antes que eu acabe com você e tenha que ir atrás de outro merdinha do Valete. Falaria em um tom serio colocando o antebraço esquerdo em seu pescoço e começando a apertar. Se fosse mais de um capanga manteria minha posição e os seguiria até que eles se separassem ou até que retornassem ao seu esconderijo.
avatar
Civil
Mensagens :
64
Data de inscrição :
25/10/2017

Hunson
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mission One: Valete's Die

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum